(47) 3041-2326 / 99956-2326 contato@adamtecnologia.com

Projeto de lei propõe ampliar mediação para solucionar conflitos – Jornal Nacional

Projeto de lei propõe ampliar mediação para solucionar conflitos – Jornal Nacional

28 maio, 2014 | Adam, Adam Sistemas, AdamNews, Mediação, Notícias, Vídeos | 0 Comentários

AdamNews – Divulgação exclusiva de notícias para clientes e parceiros!
Alternativa é para solucionar conflitos que poderiam terminar na Justiça. Medida é opcional e poderá ser feita pela internet.
Uma comissão da Câmara está analisando um projeto de lei que amplia a atuação da chamada mediação. É uma alternativa para solucionar conflitos que poderiam terminar na Justiça.
Pedro e Daniela se separaram de maneira amigável. E decidiram: queriam definir de comum acordo tudo o que diz respeito ao filho de oito anos. O pagamento das despesas, as visitas, as férias. Recorreram a um processo de mediação.
“Acho que a maior vantagem foi a gente resolver as questões do nosso filho sem realmente ter que recorrer a um processo judicial, que a gente sabe que é um processo que deixa marcas – e algumas marcas irreversíveis”, contou o engenheiro ambiental Pedro Alves Duarte.
“Em uma tarde, realmente, a gente resolveu o principal que precisava”, disse a engenheira ambiental Daniela Mendonça Mota.
Um projeto em análise na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara amplia e consolida as possibilidades de solução de conflitos por intermédio da mediação, para que as pessoas não precisem recorrer aos tribunais e aguardar durante anos por uma solução.
A mediação é para resolver, por exemplo, uma briga de vizinhos, uma ação de despejo, a revisão do preço do aluguel. Ou seja, conflitos entre pessoas, entre pessoas e empresas públicas ou privadas – e entre empresas. A mediação é opcional. O mediador será nomeado pelas partes e terá até 60 dias para propor uma solução.
A mediação poderá ser feita pela internet. O objetivo é desafogar a Justiça. Noventa e dois milhões de processos aguardam uma decisão nos tribunais brasileiros.
“Praticamente todas as ações, excluídas apenas as questões de filiação e de adoção. De um problema bem simples a um problema complicado ele vai poder ser solucionado rapidamente e com um custo menor. O que todas as pessoas pretendem, em última análise, é uma justiça rápida e barata para atender o cidadão. Esse é um grande passo, porque vai mudar a cultura e, a médio prazo, vai ser a solução pra desafogar o judiciário”, argumentou o relator do projeto, deputado Sérgio Zveiter do PSD do RJ.
O ministro Luiz Salomão, do Superior Tribunal de Justiça, que participou da elaboração da proposta de lei, concorda com o relator. “A mediação ela vai apresentar uma forma de solução praticamente imediata se as partes encontrarem um denominador comum ”, afirma o ministro.
Para assistir o vídeo, clique aqui
Fonte: Jornal Nacional – Globo

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

vinte − 8 =

Usamos cookies para garantir uma melhor experiência em nosso site. Leia nossa Política de Privacidade.
Você aceita?

Configurações de Cookie

A seguir, você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalíticoNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de a.o. a usabilidade.

Mídia SocialNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

PublicidadeNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.