WhatsApp: (47) 9.9956-2326 E-mailcontato@adam.net.br

Juristas decidem procedimentos para as audiências públicas sobre arbitragem

Juristas decidem procedimentos para as audiências públicas sobre arbitragem

9 ago, 2013 | Adam, Adam Sistemas, AdamNews, Arbitragem, Mediação, Notícias | 0 Comentários

A comissão de juristas destinada a elaborar anteprojeto para modernizar a Lei de Arbitragem reuniu-se na manhã desta sexta-feira (9), quando decidiu procedimentos para as audiências públicas que acontecerão este mês e discutiu o prazo para o término dos trabalhos, previsto para o fim de setembro.

Para atualizar a Lei de Arbitragem (Lei 9.307/1996), que regulamenta a busca de solução de litígios entre pessoas físicas ou jurídicas de forma mais prática, rápida e eficaz, passando ao largo de processos judiciais, os juristas irão realizar audiências públicas com a sociedade civil.

Ficou estabelecido que os convidados terão liberdade para apresentar suas convicções e não tratarão de um tema específico em suas exposições. O presidente da comissão, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Luis Felipe Salomão, também convenceu os colegas a evitar um possível adiamento da conclusão, prevista para 30 de setembro.

Após se reunir com os presidentes da Câmara e do Senado, Salomão defendeu que o grupo deve aproveitar o momento político.

– É uma agenda que eles [presidentes] consideram positiva para a sociedade brasileira e para o Parlamento. O momento é bom para nós encaminharmos o nosso trabalho – disse, no intervalo da reunião que ocorreu de forma reservada.

Estão previstas as participações, nas audiências públicas a serem realizadas de 26 a 30 de agosto, de representantes da Câmara de Arbitragem do Novo Mercado da BM&F Bovespa; do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadanias do TJ-SP; do International Mediation Institute – Brasil; da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça; e do Centro de Arbitragem da Câmara Americana de Comércio do Brasil, entre outros.

A comissão de juristas para a reforma da Lei de Arbitragem e Mediação foi criada em abril a partir de requerimento apresentado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros.

Fonte: Agência Senado

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

13 − 9 =

Usamos cookies para garantir uma melhor experiência em nosso site. Leia nossa Política de Privacidade.
Você aceita?

Configurações de Cookie

A seguir, você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalíticoNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de a.o. a usabilidade.

Mídia SocialNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e Facebook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

PublicidadeNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.